Atos por Fora Bolsonaro tomam conta do Brasil e parlamentares do PT vão às ruas apoiar as manifestações

Os brasileiros foram às ruas, neste sábado (24), para protestar contra o governo genocida do presidente Jair Bolsonaro, contra a privatização da Eletrobras e dos Correios, e em defesa da vacina contra a Covid-19, auxílio emergencial de R$ 600, emprego e mais recursos para a educação. Parlamentares da Bancada do PT na Câmara também participaram […]

24 jul 2021, 19:36 Tempo de leitura: 2 minutos, 7 segundos
Atos por Fora Bolsonaro tomam conta do Brasil e parlamentares do PT vão às ruas apoiar as manifestações

Os brasileiros foram às ruas, neste sábado (24), para protestar contra o governo genocida do presidente Jair Bolsonaro, contra a privatização da Eletrobras e dos Correios, e em defesa da vacina contra a Covid-19, auxílio emergencial de R$ 600, emprego e mais recursos para a educação. Parlamentares da Bancada do PT na Câmara também participaram das manifestações nos estados e usaram suas redes sociais para pedir o impeachment de Bolsonaro.

Ao participar da manifestação em Brasília, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), destacou que essa é a quarta grande mobilização no Brasil para protestar contra “esse presidente genocida que deixa o povo morrer pela Covid, pela fome e miséria”. Na avaliação de deputada, só o povo nas ruas é que vai tirar Bolsonaro da cadeira de presidente. “O Brasil tem jeito sim, é Fora Bolsonaro”, completou.

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), esteve em Porto Alegre e acredita que por lá serão mais de 100 mil brasileiros pedindo o fim do governo Bolsonaro. “Em Porto Alegre, já são milhares nas ruas. Em defesa da ciência e da democracia e pelo Fora Bolsonaro”.

Teve manifestação também no exterior

É cada vez maior a adesão às manifestações pelo fim do atual governo. 51% dos brasileiros querem o impeachment de Jair Bolsonaro, segundo o Datafolha. Neste sábado foram confirmados protestos em pelo menos 405 cidades do Brasil. No exterior, cidades como Tóquio (Japão), Berlim (Alemanha), Lisboa (Portugal), Salamanca (Espanha) e Viena (Áustria) também tiveram manifestações.

O Brasil está prestes a ter 550 mil mortes por covid-19 e Bolsonaro continua estimulando a população a sair de casa, a não usar máscaras e atrasando a compra de vacinas. Os atos também acontecem em meio a denuncias de corrupção nas compras de vacinas e no avanço da CPI da Covid que vem mostrando, cada vez mais, a omissão de Bolsonaro no combate a pandemia.

A economia piora, a carestia e a fome aumentam e o povo decidiu que ‘Bolsonaro é pior do que o vírus’ e, por isso está desde cedo nas ruas. A previsão é que até o final do dia haverá protestos em 506 cidades e em 18 países.

Matéria publicada originalmente no site PT na Câmara e replicada neste canal.
Fotos: Ricardo Stuckert & Rosana Cerqueira