PF intima Ramos, Heleno e Ramagem a prestarem depoimento sobre ataques de Bolsonaro às urnas

Depoimentos foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, e têm como foco principal a transmissão feita por Bolsonaro via internet e EBC para disseminar informações falsas sobre o processo eleitoral brasileiro  A Polícia Federal intimou nesta terça-feira (24), segundo a Folha de S. Paulo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, e […]

24 ago 2021, 20:08 Tempo de leitura: 1 minuto, 20 segundos
PF intima Ramos, Heleno e Ramagem a prestarem depoimento sobre ataques de Bolsonaro às urnas
Foto: Reprodução

Depoimentos foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, e têm como foco principal a transmissão feita por Bolsonaro via internet e EBC para disseminar informações falsas sobre o processo eleitoral brasileiro

 A Polícia Federal intimou nesta terça-feira (24), segundo a Folha de S. Paulo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, e o diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, para prestarem depoimento no âmbito do inquérito das fake news.

De acordo com Daniela Lima, da CNN Brasil, a intimação também chegou ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno.

A investigação da PF se debruça sobre os ataques realizados por Jair Bolsonaro contra as urnas eletrônicas e o processo eleitoral brasileiro durante uma transmissão veiculada pela internet e pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

Por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, alvo de pedido de impeachment protocolado no Senado pelo Palácio do Planalto, Bolsonaro foi incluído como investigado no inquérito. Foi também Moraes quem autorizou a realização dos depoimentos das autoridades e diligências.

Ramos e Ramagem serão ouvidos como testemunhas e questionados se forneceram informações a Bolsonaro a respeito das urnas eletrônicas.

O coronel da reserva do Exército, Eduardo Gomes da Silva, ex-assessor especial de Ramos, também prestará depoimento por ter participado da live com Bolsonaro. 

Via Brasil 247