Plenário aprova a urgência para o projeto da tarifa social do gás, de autoria do deputado Zarattini

O plenário da Câmara aprovou na noite desta terça-feira (6) o regime de urgência para a tramitação do projeto de lei (PL 1374/21), do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), e outros, denominado de Tarifa Social de Gás, que visa garantir desconto para pessoas de baixa renda na compra do gás de cozinha. “Esse projeto trata exatamente de […]

2 ago 2021, 11:04 Tempo de leitura: 1 minuto, 34 segundos
Plenário aprova a urgência para o projeto da tarifa social do gás, de autoria do deputado Zarattini

O plenário da Câmara aprovou na noite desta terça-feira (6) o regime de urgência para a tramitação do projeto de lei (PL 1374/21), do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), e outros, denominado de Tarifa Social de Gás, que visa garantir desconto para pessoas de baixa renda na compra do gás de cozinha. “Esse projeto trata exatamente de minorar essa política equivocada que vem sendo feita em relação aos combustíveis, particularmente o gás de cozinha e a gás residencial, pelo governo federal, que ontem aprovou um aumento de mais 6% no gás. Esse projeto visa garantir uma fonte permanente de subsídio para um benefício às famílias de baixa renda em nosso País”, explicou Zarattini.

O reajuste de 6% no preço do gás que passou a valer hoje é o sexto do ano. Com isso, o valor do quilo do gás passou a custar R$ 3,60, um aumento de R$ 0,20. Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o valor médio do botijão de gás é de R$ 88,90, mas a varia de R$ 64,90 a R$ 125, dependendo da região do País.

Carlos Zarattini, ao defender a tarifa social do gás, destacou que existem outros projetos que tratam desse assunto. “E tenho certeza de que quem for designado relator vai ser capaz de estabelecer uma proposta que nasce da Câmara dos Deputados para diminuir o sofrimento das famílias de mais baixa renda em nosso País, que, além do aumento do preço dos alimentos, ainda tem o aumento dos combustíveis, particularmente o gás de cozinha e o gás encanado, que é servido através das distribuidoras de gás”, reforçou.

Matéria publicada no site PT na Câmara e replicada neste canal.
Foto: Pablo Valadares Câmara dos Deputados.